sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Terceiro dia de construção






Hoje foi necessária a ajuda do carro, pois a pedra em questão até foi comparada a um "sovão" (termo usado outrora para designar um porco gordo). A construção deste jardim, que envolve pedras de várias proveniências, e com diferentes cores, mais a plantação que ocorre ao mesmo tempo, mostra bem a minha necessidade de ver trabalho feito. Mas o que me fascina mais, é todo o "bailado" e a forma como as pedras e as plantas parecem que sempre ali estiveram, fazendo parte de algo que vai sendo criado de raiz, mas que, logo depois, é como se já existisse há mais tempo.
Esta é a minha relação com as pedras, e o prazer que tenho, ainda hoje não o sei descrever, mas sei que o que sinto me deixa cansado e muito feliz.
No final do dia, ainda houve tempo para apreciar a magia e o calor do fogo, com uma queimada feita ali mesmo ao lado.

Sem comentários:

Publicar um comentário