quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Algumas flores silvestres de janeiro, que temos por cá.









A serra de Monchique, assim como a Rocha da Pena, são duas formações geológicas com características diferentes no Algarve. Enquanto Monchique é de origem vulcânica e rica em solos ácidos, a Rocha da Pena é calcária, com solos argilosos, sendo um dos meus locais favoritos no Algarve. Nos últimos dias, tive a sorte de fazer duas caminhadas e fotografar algumas das mais belas flores silvestres do momento. Da serra, são as fotos das urzes branca (erica lusita) e rosa (erica australis), que neste momento salpicam as encostas rochosas da serra.
A grande surpresa vem da Rocha da Pena onde, pela primeira vez, consegui finalmente fotografar o famoso narciso amarelo, endémico de Portugal. Foi classificado por um dos nossos cientistas, que lhe deu o nome de narcissus calcicola mendonça, e que parece não ser muito frequente por terras do Sul. O narciso branco (narcissus papyraceus) já o publiquei aqui, e mais uma vez chamo a atenção para o perfume, pois durante esta caminhada, foi fácil saber que estavam próximo: antes de os vermos, já se sentia a sua doce fragrância.       

5 comentários:

  1. Piękne widoki , śliczne kwiaty rosnące dziko i kwitnące w styczniu - tylko podziwiać. Pozdrawiam.***
    Belas paisagens, lindas flores silvestres que crescem e floração em janeiro - apenas admirar. Seu.

    ResponderEliminar
  2. Ze, belas paisagens sem duvida.O Narcissus papyraceus é sem duvida uma beleza, aqui em cima nunca o vi na natureza. Ja o Narcissus calcicola, tenho encontrado diversas vezes e recentemente publiquei uma foto de um exemplar em flor no jardim botanico de Lisboa. os dois sao lindissimos, parabéns pelas fotos como sempre!

    ResponderEliminar
  3. Wow, what a gorgeous place to be ...

    ResponderEliminar
  4. Aqui no Douro é muito frequente a Erica arborea, uma urze de cor branca. Tenho vários pés transplantados com sucesso no meu jardim.
    Já quanto à Erica australis, adoraria ter uma no meu jardim. Já fiz várias tentativas de transplante, todas sem sucesso.
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  5. Curioso, a caminho da casa do Manel no alentejo há agora um tufo de narcisos amarelos. Terei que fixar-lhe o sítio para ir roubar os bolbos no verão e planta-los no quintal do Manel.

    Abraços e obrigado pelo passeio virtual pela rocha da Pena

    ResponderEliminar