sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Medronho




Hoje gostava de partilhar algumas fotos dos meus medronheiros, e da sua impressionante carga de fruto. Tudo começou há 8 anos, quando optei por plantar alguns medronheiros no jardim da casa de família em Pêra. A primeira reação de algumas pessoas residentes foi, a meu ver, um pouco estranha... 
Tradicionalmente, estes arbustos (Arbutus unedo) crescem no interior do Algarve montanhoso, e é muito raro encontrá-los junto ao litoral. Fui logo informado de que não seria apropriado plantá-los naquele sítio, e algumas das razões seriam o terreno de areia e a proximidade do mar. Pois bem, como gosto de provocar  "velhos do Restelo", acho que ainda plantei mais uns quantos. E hoje, olhando para trás, acho que tinha razão. O medronheiro é um excelente arbusto para sebes que, e durante mais de 3 meses, diariamente,  produz estes belos frutos que, quando fermentados e destilados, dão origem à aguardente de medronho. 
Estas imagens vão abrir o apetite da minha família, e acho que vão sentir vontade de dar um salto ao Algarve, visto que são viciados neste fruto.

15 comentários:

  1. Que saudades de ver o meu pai a fazer a aguardente de medronho.

    beijos e lambidelas da malta
    pituxasilva

    ResponderEliminar
  2. What a goudeous shrub. I wish I could plant her overhere but I think the winters are to wet and to cold. thanks for showing.
    Gr. Marijke

    ResponderEliminar
  3. E quando estão madurinhos são bem docinhos.

    ResponderEliminar
  4. Ola Zé Julio,
    Estão lindos, tão carregadinhos... cuidado, não comam demais... :-)

    Dá uma sensação de embriaguês meio estranha!

    Um abraço

    Marília Marques

    ResponderEliminar
  5. Também gosto do fruto e lá vou acumulando mais conhecimentos consigo.

    abraços

    ResponderEliminar
  6. Vamos ver se este inverno consigo fazer mais uns litros de aguardente de medronho, pois será o meu segundo ano nestas aventuras.

    Ficam desde já convidados para a prova...;-)

    Abraços

    ResponderEliminar
  7. Acho que vou ter que apanhar uma "bezana". A prova do Zé Júlio e a melosa que tenho prometida algures na serra...

    Tenho no meu quintal um medronheiro de um ano de idade, mas cresceu pouco.

    Abraço retribuido


    BIA

    ResponderEliminar
  8. Ah, já agora...quer ajuda? É só combinar e tem daqui, mais quatro braços.


    BIA

    ResponderEliminar
  9. Estão lindos!

    Ui...o que eu gosto de aguardente de medronho! Pena estar longe que eu ia mesmo à prova.
    Também tenho 2 medronheiros,não é propriamente a zona deles(Viseu)mas dão fruto.

    Boa colheita e boa aguardente! :)
    Anabela

    ResponderEliminar
  10. xico pereira

    os medronheiros pegam por estaca?
    Quando é que se planfam?

    ResponderEliminar
  11. oLÁ...
    fiQUEI ENCanTado coM muITAScoisas... NÃO CONHECIa medrONHO... pra MIM é uma NOVIDADE...enconTREI alGUEM COm quEM ME idenTIFIQuei... gostO DEssA CONSTRUção da REUTIlizaçãO, sem parAMETROS DEFINidos, SEGuindo umA LINHA QUE SURGEE se transforma ao mesmo tempo qUE VAI SE DESenvolvendo... SO teNHO QUE LHE AGRADECER... Abraços nA alMA

    ResponderEliminar
  12. Gostei muito do seu blog,pois está falando de um fruto que já há muito ano não tenho o pazer de comer.
    Quando morei no Cadaval, distrito de Lisboa, tive o prazer de comer medronhos enquanto fazia-mos as vindimas.
    Hoje em dia vivo no Porto, e desde 1985 nunca mais tive tal prazer.
    Quem sabe este mês de Agosto vou até ao Algarve.
    Um abraço e até sempre.

    ResponderEliminar